Comboio_vale_nacala

Comboio da mineradora Vale

A mineradora brasileira Vale informou que foram assinados nesta segunda-feira os contratos financeiros do project finance do Corredor Logístico de Nacala (CLN), em Moçambique, em que as empresas sócias, incluindo a própria companhia, receberão 2,73 bilhões de dólares.

“Os fundos recebidos serão principalmente pagos à Vale para reembolsar parte dos empréstimos feitos pela empresa na forma de ‘shareholders loans’ concedidos para a construção do CLN, e também serão usados para apoiar o ramp-up do corredor”, disse a Vale.

Segundo a Vale, o instrumento de project finance será amortizado em 14 anos com os recursos provenientes da tarifa relacionada aos serviços de transporte de carvão e aos serviços de carga geral fornecidos pelo CLN.

A tarifa foi introduzida em abril de 2017 com a conclusão da transação de equity com a japonesa Mitsui, sócia da Vale no CLN. Em março, a mineradora recebeu 733 milhões de dólares da companhia japonesa relacionados a esta negociação.

“O project finance de Nacala completa a estrutura de investimento elaborada para apoiar o ramp-up do corredor logístico até a plena utilização de capacidade”, disse a Vale.

A conclusão da transação e o recebimento dos recursos estão sujeitos a condições precedentes usuais para um project finance e devem ocorrer em breve, segundo a companhia.

Anúncios