Costa_do_sol_taca_mocambique_2017

O Clube dos Desportos do Costa do Sol é o grande vencedor da edição do ano 2017 da Taça de Moçambique-mCel, ao derrotar por 1 a 0, na noite de sábado, 28 de Outubro, no Estádio Nacional do Zimpeto, a União Desportiva de Songo.

Na disputa da final da segunda maior prova e mais popular do calendário futebolístico nacional, as duas equipas em campo proporcionaram um bom espectáculo de futebol, assistido nas bancadas por milhares de adeptos.

No entanto, a partida teve uma característica particular, visto que a decisão final só foi tomada nos minutos finais do prolongamento, depois de um empate a zero registado ao longo dos 90 minutos regulamentares.

O golo decisivo, que deu a taça ao conjunto treinado por Nelson Santos, foi apontado pelo avançado Isac, à passagem do 25º minuto do prolongamento, ou seja, a 5 do fim deste período.

Com esta conquista, a equipa canarinha passa a contar com 12 troféus da Taça de Moçambique-mcel, cimentando a posição de clube que mais vezes conquistou este título.

Para justificar a vitória, Nelson Santos referiu que a mesma resulta de um trabalho árduo empreendido por todos, no Costa do Sol, ao longo da época.

“Tínhamos prometido troféus à nossa massa associativa e aos adeptos. Felizmente conquistamos a Taça de Moçambique-mcel e somos vice-campeões nacionais, factos que também definem o nosso valor como equipa técnica”, sustentou o treinador.

Fazendo o balanço da edição do ano 2017 da Taça de Moçambique-mcel, Alberto Simango Júnior, presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), organizador da prova, referiu que “do nosso lado foi cumprida integralmente a missão de conduzir a competição, que culmina com o fim da época desportiva”.

Este jogo contou com a presença de várias figuras do desporto moçambicano, com destaque para o ministro da Juventude e Desportos, Alberto Nkutumula, que se encarregou de fazer a entrega do troféu à grande equipa vencedora.

Importa referir que, na qualidade de vencedora da Taça de Moçambique-mcel, a equipa do Costa do Sol recebeu um cheque no valor de 550 mil meticais, enquanto a União Desportiva de Songo, finalista vencida, teve direito a 350 mil meticais.

Anúncios