O Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, anunciou hoje a construção de uma fábrica de cimento na província do Niassa, para promover a criação de riqueza no Norte do país, referiu.

“Não nos sentiremos conformados enquanto o sonho de industrializar e desenvolver Niassa não for concretizado”, disse Nyusi, durante um comício na capital provincial de Lichinga.

O comício assinalou o feriado nacional de 07 de setembro em que se celebram 43 anos dos acordos de Lusaca – que confirmaram a independência do país.

As obras de construção da fábrica devem arrancar ainda este ano e o empreendimento deve extrair grande parte da matéria-prima na própria província, como é caso do calcário e argila.

Na fase de produção, poderá dar emprego a 500 trabalhadores locais, acrescentou.

A província mais afastada da capital moçambicana e banhada pelo lago Niassa é também umas das que tem menos infraestruturas.

Entre as medidas de apoio à região, Nyusi destacou a reativação do comboio entre Cuamba e Lichinga, que entre novembro e junho já tinha transportado cerca de 78 mil pessoas.

No domínio das acessibilidades, o chefe de Estado prometeu concluir as obras em curso da estrada Cuamba – Lichinga e retomar a construção da via até Montepuez, na província de Cabo Delgado.

Fonte: Lusa

Anúncios