armando-guebuza-and-afonso-dhlakama

O antigo presidente da Republica, Armando Guebuza, e Afonso Dhlakama

O antigo Presidente moçambicano Armando Guebuza considerou esta quarta-feira que o encontro de domingo entre o chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, e o líder da Renamo, Afonso Dhlakama foi um passo em direção a uma paz efectiva.

“Estão sendo dados passos em direção a uma paz efetiva no nosso país, queremos ver Moçambique em paz“, declarou Armando Guebuza, aos jornalistas, após recensear o seu agregado familiar na sua residência em Maputo, no âmbito do IV Recenseamento Geral da População e Habitação.

Armando Guebuza acrescentou que o chefe de Estado e o líder da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) devem ser encorajados para que o país viva em tranquilidade. Encorajamos e esperamos que, no mais curto espaço de tempo, possamos viver cada vez mais tranquilos“, afirmou Guebuza, que chefiou o Estado moçambicano entre 2005 e 2015.

O Presidente moçambicano e o líder da Renamo (Resistência Nacional Moçambicana) encontraram-se domingo, em reunião não anunciada previamente, na serra da Gorongosa, centro de Moçambique, para dar impulso às negociações para a restauração da estabilidade política.

Apesar do Acordo Geral de Paz de 1992, Moçambique tem conhecido surtos de violência política e militar depois de a Renamo ter recusado reconhecer a vitória da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo) nas eleições.

Fonte: Lusa

Anúncios