A Electricidade de Moçambique prevê começar a vender energia ao Malawi dentro de cinco anos, numa operação estimada em 120 milhões de dólares (105 milhões de euros), disse o presidente da eléctrica pública moçambicana, citado hoje pelo jornal Notícias.

Segundo Mateus Magala, a EDM está a mobilizar 95 milhões de dólares (83,6 milhões de euros) para a construção da linha de fornecimento de energia ao Malawi e de duas subestações.

De acordo com Magala, 30 milhões de dólares (26,4 milhões de euros) serão necessários para a eletrificação das áreas populacionais situadas ao longo da linha que vai fornecer energia ao Malawi.

O projecto vai implicar a construção de uma linha de 218 quilómetros, acrescentou o presidente da EDM.

Para a concretização do empreendimento, prosseguiu, dois consultores estão a realizar estudos de viabilidade económica, financeira e de impacto ambiental e social.

Moçambique vende actualmente energia à Áfria do Sul, Zimbabwe e Zâmbia.

Fonte: Lusa

Anúncios