Moçambique apresentou na passada quinta-feira (8) planos para construir uma linha férrea de norte a sul do país numa extensão de 3.800 quilómetros e orçada em 20 mil milhões de dólares, anunciou o Ministério dos Transportes e Comunicações.

O projeto do Corredor Norte-Sul carece ainda de estudos de viabilidade, mas foi apresentado num fórum de infraestruturas que hoje decorreu em Tete, cidade do interior centro do país.

O encontro juntou diversos ministérios, empresários de diferentes nacionalidades e entidades financeiras internacionais e pretendeu servir de montra para os grandes projetos idealizados pelo governo.

Seriam necessários cerca de 20 mil milhões de dólares para construir 3.800 quilómetros para ligar as linhas que já existem e que estão estendidas entre o litoral e o interior.

O projeto prevê também ligações aos portos existentes e aos que estão em preparação para serem construídos nos próximos anos.

“É um projeto que ainda não tem o seu estudo de viabilidade concluído, mas achamos que é o momento de nós trazermos esta ideia e de discuti-la com os investidores”, concluiu a porta-voz do fórum, Odete Simeão.

O Ministério dos Transportes e Comunicações apresentou outros cinco projetos durante o fórum das infraestruturas, entre os quais uma vila aeroportuária em Nacala e um parque de tecnologia em Mocuba, Zambézia.

Fonte: Lusa

Anúncios