Chuck+berry

Chuck Berry, o rocker negro que os brancos assimilaram

O último álbum de originais do guitarrista de rock Chuck Berry, que morreu no sábado, “CHUCK”, é editado a 16 de junho, anunciou hoje a editora discográfica Universal.

“Depois da triste notícia da morte de Chuck Berry no passado dia 18 de março, tinha então o músico 90 anos, chega agora ao mercado, com selo da Decca, o último álbum gravado pelo artista, intitulado ‘CHUCK’, disco que reúne as primeiras novas gravações de Chuck Berry em quase quatro décadas”, refere a Universal num comunicado hoje divulgado.

“CHUCK”, que inclui 10 músicas, oito das quais compostas por Chuck Berry, é o primeiro álbum de originais do músico desde “Rock it”, de 1979. “Algumas canções foram originalmente concebidas nos anos 1980, tendo Berry começado a trabalhar nelas no seu estúdio de casa, em St. Louis, durante muitos anos entre digressões”, refere a editora, acrescentando que o músico “acabou por trabalhar mais ativamente no álbum em 2014″, tendo sido obrigado a parar de gravar e de dar concertos em 2015, devido ao seu estado de saúde, mas manteve-se a supervisionar a produção e planeamento de ‘CHUCK'”, acrescentou a editora.

O disco, gravado e produzido pelo músico, “inclui participações do seu grupo de sempre — incluindo os filhos Charles Berry Jr. (guitarra) e Ingrid berry (harmónica, voz), e ainda Jimmy Marsala (baixista de Berry durante 40 anos), Robert Lohr (piano) e Keith Robinson (bateria) – que tocaram consigo durante quase duas décadas em mais de 200 concertos na residência que teve no célebre clube Blueberry Hill”.

Além disso, “CHUCK” inclui a participação de convidados como Gary Clark Jr., Tom Morello (dos Rage Against the Machine e Audioslave), Nathaniel Rateliff e Charles Berry III, neto do próprio Chuck Berry.

Entretanto, foi já divulgado o primeiro ‘single’ do disco, “Big Boys”, no qual participam Tom Morello e Nathaniel Rateliff. Ouça aqui:

Charles Edward Anderson Berry nasceu a 18 de outubro de 1926 na cidade de Saint Louis, no Misouri. A carreira musical começou aos 15 anos, quando tocou uma versão de “Confessin’ the Blues”, de Jay McShann, numa festa da escola que frequentava.

Na década de 1950, Chuck Berry começou a dedicar-se à música a tempo inteiro. Nessa altura, formou um trio com o baterista Ebby Harding e o teclista Johnnie Johnson. Em 1957, editou o seu primeiro álbum de originais, “After School Session”.

Em 1977, a agência espacial norte-americana NASA enviou para o espaço dois discos com música representativa do que era criado na Terra. Entre as escolhas estava “Johnny B.Goode”, de Chuck Berry, a única canção de ‘rock and roll’ na lista.

O músico foi também responsável, entre outros sucessos, por “Sweet Little Sixteen” e “Roll Over Beethoven”. Sobre ele, Stevie Wonder disse ser o “único verdadeiro rei do rock and roll”. Já John Lennon defendia que se “se tivesse de dar um outro nome ao ‘rock and roll’ poder-se-ia chamar-lhe Chuck Berry”.

Anúncios