Ematum_pelams_iiv

A Procuradoria-Geral da República de Moçambique anunciou hoje que acedeu ao pedido da consultora Kroll, que solicitou mais um mês para completar a auditoria à dívida pública escondida das autoridades e das contas públicas.

“A Procuradoria-Geral da República, em colaboração com a Embaixada da Suécia, financiadora da auditoria e com o Fundo Monetário Internacional, concordou em estender o período da auditoria em um mês, devendo o relatório final ser apresentado até 31 de março de 2017”, lê-se num comunicado divulgado hoje em Maputo.

No documento, dá-se conta das diligências que os consultores levaram a cabo até janeiro, quando apresentaram um relatório preliminar que inclui “os progressos alcançados e delineados os passos subsequentes”.

A auditoria tinha como prazo o final deste mês, mas, explica a PGR moçambicana, o auditor solicitou mais tempo para concluir as “diligências de recolha e tratamento da informação”, que são “complexas e ainda estão em curso, no país e no estrangeiro, envolvendo mecanismos de cooperação internacional”.

Segundo o comunicado, “o trabalho realizado pelo auditor inclui a análise de extensas informações financeiras e outra documentação disponível, visitas aos escritórios das três empresas [Proindicus, Ematum – Empresa Moçambicana de Atum, e MAM – Mozambique Asset Management], visitas a infraestruturas e equipamentos em diversos pontos do país, entrevistas a membros do Governo, funcionários públicos e trabalhadores das três empresas, e outras personalidades”.

Para a conclusão do relatório, “foram ainda solicitadas informações e documentos adicionais às empresas fornecedoras, bancos e outras instituições, nacionais e estrangeiras, para completar ou esclarecer a documentação fornecida pelas três empresas”, acrescenta-se no comunicado.

A auditoria incide sobre empréstimos realizados em 2013 e 2014 no valor de 1,4 mil milhões de dólares, a que se juntam mais os 727,5 milhões da emissão de títulos de dívida soberana que resultaram da reconversão das obrigações corporativas emitidas pela Ematum.

Fonte: Lusa

Anúncios