mama-sara-obama_avo

– © Reuters

O Quénia vai manter a protecção policial à casa da avó de Barack Obama, conhecida como Mamã Sara, que começou quando o seu neto chegou à Presidência dos Estados Unidos, noticiam hoje os meios de comunicação locais.

A terceira mulher do avô de Obama converteu-se numa celebridade quando o neto chegou à Casa Branca, e a sua casa no Kogelo, uma povoação no Quénia, passou a ser um local de culto visitado por muitas pessoas que querem apresentar cumprimentos à avó do 44.º Presidente dos Estados Unidos.

Desde 2008 que vários agentes estão 24 horas por dia à porta da vivenda controlando a zona e examinando todos os visitantes que se aproximam do local, e o responsável pelo policialmente garantiu que não há planos para terminar a vigilância.

A figura de Obama, o primeiro Presidente norte-americano de origem africana, despertou desde sempre um grande interesse do Quénia, país onde nasceu o seu pai e onde muitos o olham como um dos seus.

Anúncios