imageO comandante da PRM na cidade de Maputo, Bernardino Rafael, disse que foi legalizada, na última sexta-feira, a prisão de Zófimo Muiuane, acusado de ter assassinado a sua esposa, Valentina Guebuza, empresária e filha do antigo chefe do estado moçambicano, Armando Guebuza.

Zófimo Muiuane foi detido na última quarta-feira na sua residência na cidade de Maputo, após ter baleado mortalmente a sua esposa, cujos restos mortais foram, este sábado, a enterrar no cemitério de Lhanguene, em Maputo.
.
Citado pela Radio Moçambique (RM), estação pública de radiodifusão, o comandante da PRM na capital moçambicana revelou que durante as diligências foi encontrada mais uma arma não licenciada na posse do indiciado.

Zófimo Muiuane, chefe do departamento de marketing da operadora de telecomunicações Mcel, casou-se com Valentina Guebuza a 26 de Julho de 2014 numa cerimónia religiosa na Igreja Presbiteriana de Chamanculo, cidade de Maputo, local onde também decorreu o velório da vitima.

Anúncios