Com incrível ousadia e plasticidade, o guarda-redes colombiano atirou-se para trás e fez uma defesa com os calcanhares no mítico estádio de Wembley.

rene-higuita-colombia

Escorpião de Wembley: a defesa histórica que consagrou Higuita

No dia em que Brasil e Colômbia enfrentam-se em Manaus, o futebol colombiano celebra o aniversário de um dos lances mais recordados da sua história: há exactos 21 anos, o folclórico guarda-redes René Higuita deixou atônitos os adeptos no Estádio de Wembley, em Londres, ao defender uma bola com os calcanhares, em movimento baptizado de “escorpião”. A jogada de extrema ousadia e irreverência aconteceu em 6 de setembro de 1995, em amistoso entre Inglaterra e Colômbia que terminou empatado em 0 a 0, e é celebrado como a defesa mais bizarra de todos os tempos.

Aos 21 minutos do primeiro tempo, Higuita aproveitou-se de um cruzamento mal feito de Jamie Redknapp que tomou o rumo do golo para se eternizar no mítico estádio britânico. O guarda-redes, que já era conhecido como “El Loco” por suas estripulias e pelo visual, deu um passo para trás, calculou a altura da bola e atirou as pernas para trás, acertando a bola com os dois calcanhares, num movimento de extrema plasticidade.

O facto de se tratar de um amistoso poderia justificar o gesto inconsequente do guarda-redes colombiano, mas Higuita notabilizou-se por suas loucuras também em decisões. Ele tinha muita habilidade com os pés e constantemente iniciava as jogadas, muitas vezes driblando os atacantes adversários. Numa dessas tentativas, perdeu a bola para o camaronês Roger Milla e sofreu o golo que decretou a eliminação da Colômbia na Copa de 1990.

Higuita também era artilheiro: entre penaltis e faltas, marcou 41 golos na carreira. O tento mais recordado foi contra o River Plate, na semifinal da Libertadores de 1995, em confronto em que ainda brilhou na decisão por penaltis. No seu instagram, a Fifa cumprimentou Higuita nesta quinta-feira pelos 21 anos da histórica defesa em Wembley.

Fonte: veja.com.br

Anúncios