image

Os corpos carbonizados das vítimas do carro queimado/Foto Facebook (Reprodução)

Um grupo de homens armados da Renamo, maior partido da oposição em Moçambique, atacou sexta-feira uma viatura, disparando sobre os seus ocupantes, causando a morte de seis pessoas e de seguida ateou fogo na localidade de Nangué, distrito de Cheringoma, província central de Sofala.

Segundo dados avançados pelo Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Sofala, a viatura seguia no sentido Marromeu-Caia quando, subitamente foi interpelada por um grupo de homens que, empunhando armas, descarregou rajadas de balas e deixou o veículo completamente carbonizado.

O porta-voz do Comando Provincial, Daniel Macuácua, que revelou a informação sobre o sucedido, disse que o Comando Distrital de Caia despachou ao local dos factos uma equipa de trabalho, logo que tomou conhecimento do sucedido.

A equipa de trabalho constatou, segundo Macuácua, a existência de seis corpos carbonizados e a viatura em que se faziam transportar totalmente destruída pelo fogo.

Quando questionada sobre o sucedido, a população da área circunvizinha confirmou ter ouvido o ecoar dos disparos, mas devido ao medo receou acorrer ao local.

Todavia, há um trabalho em curso porque, segundo informações prestadas pela população local, entre as vítimas existem de nacionalidade bengal.

Macuácua disse, por outro lado, que a localidade se situa um pouco depois de Chissadze 2, onde homens armados da Renamo interpelaram recentemente uma viatura pertencente ao Instituto Nacional de Acção Social (INAS), quando regressava de uma jornada de trabalhos de campo que foi seguidamente incendiada.

Fonte: AIM

Anúncios