Gaza_mapa_mocambiqueO grupo chinês Anhui Foreign Economic Construction (Group) Co., Ltd., associado à empresa moçambicana de capitais chineses Sogecoa Lda. (Moçambique), foi contratado pelo governo de Moçambique para construir o futuro aeroporto da província de Gaza, escreveu o jornal Notícias, de Maputo.

O matutino citou dados divulgados numa reunião do Ministério dos Transportes e Comunicações, recentemente realizada em Maputo, para afirmar que o futuro aeroporto de Gaza, com um custo estimado em 50 milhões de dólares, será dotado de terminais de passageiros e de carga, podendo receber aparelhos do tipo Q-400, um avião turbo hélice do fabricante canadiano Bombardier.

Responsáveis do ministério afirmaram nesse encontro ter o processo de negociação do contracto de adjudicação da obra sido concluído há dias e adiantaram que a construção do aeroporto é encarada como estratégica, dado haver expectativas de que a infra-estrutura funcione como catalisador para o desenvolvimento rápido da província, nomeadamente através da promoção do turismo.

Nesse mesmo encontro foi anunciado para Dezembro próximo a conclusão das obras de modernização da pista do aeroporto internacional de Maputo, estando em 70% a taxa de execução dos trabalhos, que incluem a colocação de um novo sistema de iluminação da pista e de condutas para o abastecimento de combustível aos aviões.

Fonte: Macauhub/CN/MZ

Anúncios