image

Diego Maradona e Pelé durante um evento nesta quinta-feira em Paris. CHARLES PLATIAU REUTERS

Duas lendas do futebol reencontraram-se nesta quinta-feira em Paris. Pelé e Diego Maradona deixaram de lado os atritos do passado e abraçaram-se depois de um amistoso na véspera do início da Eurocopa 2016, disputada na França.

Eles não se enfrentaram no campinho montado no Palais Royal, no centro da capital francesa, mas compartilharam alguns minutos de conversa depois da pelada. O brasileiro, de 75 anos, ficou no banco, e o argentino, de 55, jogou por alguns minutos. “Chega de briga”, declarou Maradona no final do evento.

Além deles, participaram no encontro outros grandes nomes do futebol das últimas décadas, como Fernando Hierro, Dida, Hernán Crespo, Roberto Baggio, Clarence Seedorf e Marco Materazzi. Havia cinco jogadores em cada equipa, num evento promocional patrocinado por uma marca de relógios.

“O mais importante é a mensagem de paz. Obrigado ao meu amigo Maradona por esta oportunidade, peço um grande aplauso para ele”, disse Pelé depois do jogo, segundo a agência France Presse. Os dois astros passaram anos rompidos.

Maradona também quis agradecer a Pelé por sua presença. “Sabemos quem ele foi e quem é. Precisamos de figuras como ele”, afirmou. Sobre Messi e a pressão para que finalmente ganhe um título pela Argentina, disse: “Deixem o Messi jogar tranquilo. Se tiver que ser o melhor da história, será”.

Anúncios