image

Eugénio Ussene Mussa, exonerado do cargo de Comandante do Exército/Foto AIM

O Presidente Filipe Nyusi exonerou hoje o comandante do exército, Eugénio Ussene Mussa, e nomeou para o lugar Lázaro Henriques Lopes Menete, anunciou a presidência moçambicana em comunicado.

A nota indica que Mussa passa a ocupar o cargo de Comandante do Serviço Cívico de Moçambique.

Filipe Nyusi nomeou ainda Francisco Zacarias Mataruca para o cargo de vice-comandante do Instituto Superior de Estudos de Defesa Tenente-General Armando Emílio Guebuza.

Moçambique tem conhecido um agravamento dos confrontos entre as forças de defesa e segurança e o braço armado Renamo, o maior partido da oposição, além de acusações mútuas de raptos e assassínios de militantes dos dois lados.

A polícia moçambicana responsabiliza a Renamo por emboscadas a viaturas civis em vários troços da principal estrada do país, na região centro.

O principal partido de oposição recusa-se a aceitar os resultados das eleições gerais de 2014, ameaçando governar em seis províncias onde reivindica vitória no escrutínio.

O Governo moçambicano e a Renamo retomaram em finais de maio as negociações em torno da crise política e militar em Moçambique, após o principal partido de oposição ter abandonado em finais de 2015 o diálogo com o executivo alegando falta de progressos.

Fonte: Lusa

Anúncios