Hillary-clinton-donald-trump

Hillary e Trump

O senador Bernie Sanders, pré-candidato à Presidência dos Estados Unidos pelos Democratas, afirmou nesta quinta-feira que espera se reunir em breve com a provável escolhida pelo seu partido para disputar as eleições de novembro, Hillary Clinton, para ver como podem trabalhar juntos para derrotar o empresário e virtual candidato do Partido Republicano, Donald Trump.

“Trump seria um desastre como presidente dos Estados Unidos”, afirmou o senador pelo Estado de Vermont, após se reunir com Barack Obama na Casa Branca. “Eu não podia acreditar, e digo com toda a sinceridade, que os republicanos teriam um candidato a presidente no ano de 2016 que faz da intolerância e da discriminação alicerces da sua campanha”, completou.

Sanders disse que não pretende desistir ainda da sua campanha e que concorrerá na próxima terça-feira na eleição primária do Distrito de Columbia, a última do processo das primárias estaduais para a definição do candidato democrata à Presidência. O senador também agradeceu a imparcialidade mostrada tanto por Obama como pelo vice-presidente, Joe Biden, durante toda a disputa eleitoral.

Autoridades da Casa Branca disseram que Obama usaria o Salão Oval no seu encontro com Sanders para salientar a importância da unificação do partido. Ontem, em entrevista ao canal NBC, o presidente afirmou que a corrida foi mais acirrada que o esperado, mas que isto é “algo saudável” e que tornou Clinton uma candidata melhor. “Eu acredito que Sanders trouxe uma enorme energia e novas ideias”, disse, acrescentando esperar que “nas próximas semanas consigamos juntá-los”.

Fonte: EFE

Anúncios