A decisão final de investimento na exploração do gás natural da bacia do Rovuma poderá ser tomada ainda este ano, disse recentemente o director-geral da ENI East Africa no decurso de um encontro realizado na vila de Palma, norte de Moçambique.

Fábio Castiglioni, citado pela agência noticiosa AIM, disse ainda a aprovação em Fevereiro passado do plano de desenvolvimento do campo Coral Sul, na Área 4 da bacia do Rovuma, “foi dado um passo fundamental para a progressão em relação à decisão final de investimento do projecto que, entre outras matérias, preconiza a extracção e liquefacção de gás natural usando uma plataforma flutuante.

O presidente da subsidiária do grupo ENI referiu que o plano de desenvolvimento aprovado pelo governo de Moçambique constitui a primeira fase de exploração do gás, uma vez que os projectos subsequentes do campo Coral e de toda a descoberta e sua liquefacção serão objecto de planos de desenvolvimento específicos a aprovar oportunamente pelo governo.

Após a aprovação do plano de desenvolvimento, o grupo ENI e parceiros no bloco Área 4 – Galp Energia de Portugal, Kogas da Coreia do Sul e a estatal moçambicana Empresa Nacional de Hidrocarbonetos – elaboraram um plano de conteúdo local que pretende maximizar as potencialidades locais nas componentes de fornecimento de bens e serviços, recrutamento e desenvolvimento de mão-de-obra.

Fonte: Macauhub/MZ

Anúncios