A bancada parlamentar da Renamo, maior partido de oposição em Moçambique, exigiu esta quarta-feira um debate urgente no parlamento sobre as revelações de dívidas fora das contas públicas e quer que os autores desta situação tenham uma «responsabilização exemplar».

Assinalando que “o povo foi burlado”, a líder parlamentar da Renamo disse, em conferência de imprensa, que deu entrada hoje o quarto pedido de agendamento em menos de um mês para o agendamento do debate sobre a dívida pública, referindo que todos os outros foram rejeitados pela maioria da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder.

“Usando a ditadura do voto da pseudo-maioria parlamentar, a bancada parlamentar da Frelimo reprovou a vinda do Governo para explicar a todos moçambicanos os pormenores da dívida pública”, afirmou Ivone Soares.

Fonte: Lusa

Anúncios