Filipe_nyusi_Truong_tan_sang

Filipe Nyusi e Truong Tan Sang/Foto Jornal Noticias

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, desafiou hoje, em Maputo, empresários de Moçambique e do Vietname a incrementarem e a dinamizarem a área de negócios, apontando a diversificação de investimentos entre os dois países como elementar para o desenvolvimento.

“Os homens de negócios dos dois países devem procurar incrementar e diversificar, cada vez mais, os seus investimentos”, disse o chefe de Estado moçambicano no encerramento do Fórum Empresarial Moçambique-Vietname, organizado pela Confederação das Associações Económicas.

Destacando a importância de uma classe empresarial competitiva para o desenvolvimento económico, Filipe Nyusi disse que o sector empresarial dos dois países deve procurar aproveitar as potencialidades e oportunidades que Moçambique possui, como forma de gerar lucros e emprego para a população.

“O sector privado assume-se como o motor do crescimento e desenvolvimento inclusivo, além de ser um parceiro determinante do Governo”, declarou Filipe Nyusi, enaltecendo a importância das pequenas e médias empresas, que compõem 98% do tecido empresarial moçambicano, no quadro das estratégias de desenvolvimento.

Como forma de garantir o incremento das trocas comerciais entre Moçambique e Vietname, prosseguiu Filipe Nyusi, os dois governos estão a preparar uma estratégia para a criação de um ambiente de negócios favorável, uma iniciativa que inclui a auscultação das necessidades dos empresários.

“Esperamos dos empresários do Vietname uma presença substantiva na actividade industrial nacional”, declarou Filipe Nyusi, observando que Moçambique pode “colher muito” da experiência vietnamita nos domínios da agricultura, aquacultura e pescas.

O chefe de Estado moçambicano aproveitou a ocasião para convidar os empresários vietnamitas a investirem no sector extractivo, considerando-o uma nova aposta para o desenvolvimento de Moçambique.

“Queremos lançar o desafio de ver incluído nas iniciativas de negócios que pretendem materializar em Moçambique projectos concretos orientados para a transformação local de recursos naturais de que Moçambique dispõe”, afirmou o Presidente moçambicano.

Por sua vez, o chefe do Estado do Vietname, Truong Tan Sang, disse que Moçambique é um parceiro importante em África, considerando que é essencial que os dois Governos desenhem políticas estratégicas para encorajar investimentos, um método para a criação de um bom ambiente de negócios entre as partes.

“As relações económicas entre Moçambique e Vietname vão continuar a crescer”, afirmou Truong Tan Sang, acrescentando que, com a vontade política entre os dois governos e as acções práticas das empresas, a amizade e a cooperação vai ter “muito mais êxito no futuro”.

“Com este ritmo, futuramente nós vamos até ultrapassar os 500 milhões de dólares que já existem em trocas comerciais”, concluiu o chefe de Estado vietnamita, acrescentando que parcerias práticas entre Câmara de Comércio do Vietname e a Confederação das Associações Económicas de Moçambique são um passo “muito grande” para os objectivos dos dois países.

Além das delegações dos governos dos dois países, o Fórum Empresarial Moçambique-Vietname juntou empresários moçambicanos e vietnamitas em Maputo, numa ocasião que serviu, também, para a assinatura de um memorando de entendimento para facilitar as relações de negócios entre os dois países.

Fonte: Lusa

Anúncios